Projetos

Comparação das taxas de emissão de compostos orgânicos voláteis entre espécies arbóreas tropicais e temperadas sob alta e temperatura e concentração de CO2

O impacto da alta concentração de CO2 sob um cenário de aquecimento global sobre as taxas de emissão compostos voláteis isoprenóides a partir da vegetação é ainda incerto devido ao limitado conhecimento da resposta de diferentes grupos vegetais ao aumento da temperatura. Neste projeto, nós acreditamos que o limiar de tolerância ao aumento da temperatura entre as espécies pode determinar o grau de supressão das emissões de isopreno e monoterpenos pelo aumento da concentração de CO2 via mudança entre o fluxo de energia entre o processo fotossintético e a via de síntese desses isoprenóides plastidiais. Para testar essa hipótese, o grupo de pesquisa vem avaliando os principais mecanismos de sínteses e emissão e sua interconexão com mecanismos chave de assimilação de carbono a partir de espécies encontradas na região amazônica, e comparando os resultados com as análises realizadas com as espécies mais representativas das regiões temperadas. As informações geradas podem ser incorporadas em modelos de emissão de forma a melhorar as estimativas dos impactos das mudanças dos fatores ambientais sobre o potencial das taxas de emissão desses isoprenóides para cada tipo de vegetação encontrada ao longo de diferentes gradientes ambientais. O projeto conta com a participação efetiva do grupo de pesquisa liderado pelo Dr. Ülo Niinemets do Department of Plant Physiology, Crop science and Plant Biology from Institute of Agricultural and Environmental Sciences, Estonian University of Life Sciences, Tartu – Estônia, onde parte das análises serão realizadas.

Tutor

Profa. Dra. Patrícia Melchionna Albuquerque

Contato Tutor

Pesquisador Colaborador

Autor(es)

Vinícius Fernandes de Souza

Lattes

Fotos do Projeto

press to zoom

press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/32